30 novembro 2012

Abandone os rótulos

postado por Rachel



Uma vez eu fiz um post me rotulando como comedora compulsiva. Daí veio outra blogueira e comentou: "Não se rotule tanto, querida". Bom, a questão é, tenho visto que é mesmo um fardo essa questão do rótulo. O rótulo faz com que você se sinta diferente ou incapaz de seguir em frente, de mudar, de atravessar o que é necessário para alcançar um EU melhorado. Você simplesmente aceita que é uma X pessoa com uma etiqueta na testa e tudo o que não consegue mudar em sua vida, acaba colocando a culpa no rótulo, no externo, como se nunca fosse sua responsabilidade o fracasso mais uma vez alcançado. Culpar o externo te faz acomodado, um fraco inconsciente, te faz sem esperanças, faz com que você aceite que tem o problema e que vai morrer com ele - muito limitador esse pensamento e é uma crença ERRÔNEA.

Hoje tenho visto que tudo na vida é passível de mudança, até por que nada é estático, tudo - querendo nós ou não - se modifica com o tempo. Pra quê tanto preconceito com coisas que realmente nem tentamos ou nem chegamos perto do final? Eu já errei pra caramba com essa coisa de engorda e emagrece, de começar atividade física hoje e de parar amanhã, mas tudo é passível de transformação! Vamos tirar esses rótulos amarelados que não nos descrevem mais e vamos deixá-los ir para a lata do lixo. Tá, de vez em quando é mais simples ficar com esse mesmo, do que pegar outro, escolher uma "caneta" e escrever novas palavras, mas talvez valha a pena. Talvez valha se reinventar para que lá na frente você olhe para trás e veja que um só rótulo não lhe descreve mais, já que você se descobriu um ser infinito de possibilidades.


29 comentários:

  1. Oi amiga, acho que nao teve mais I used to be fat. Pelo menos la no site da MTV canal nao tem mais nada sobre esse programa. Mas se achar outros programas eu compartilho la no blog. Os britanicos tambem tem muito programas sobre emagrecimentos e afins e programas tao loucos as vezes quanto os americanos. Beijokas

    ResponderExcluir
  2. Post PERFEITO!

    Obrigada por dividir conosco esses aprendizados maravilhosos!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Rachel, amei o seu Post, mas é bom lembrar q sempre existe Novos Dias e Novas Oportunidades, o que temos q fazer é Apagar mesmo os Rótulos ( que as pessoas, a vida ou a gente mesmo se dá) e ir em frente.. Eu tenho feito isso e nesse ultimo mês descobri ser capaz de coisas q já havia dado como perdida!! Bjos

    ResponderExcluir
  4. super concordo com tudo o que vc falou!

    beijos

    ResponderExcluir
  5. Amei esse post. Vou tentar aplicar na minha vida também. Chega de rótulos e vamos sempre nos reinventar! Amei mesmo *-*

    ResponderExcluir
  6. Oi querida! Exatamente! Não se rotule! Cada um é diferente do outro, em todos os aspectos, no que comemos, no que sentimos, em tudo... força e determinação na sua RA! Super bjo!

    ResponderExcluir
  7. Poxa vida... Esse post é pra mim!!!
    Sem comentários...
    Obrigada querida, é um aprendizado e tanto passar por aqui!!
    Um beijo!

    ResponderExcluir
  8. Há cerca de quatro anos atrás, eu estava desanimada por achar que nunca mais ia emagrecer e comecei a me envolver na blogosfera das gordinhas assumidas. Foi legal no começo, mas depois eu vi que o rótulo me deixava confortável com a situação. Então, comecei a trabalhar o contrário, levei um tempão matutando e procurando mudar uma coisa aqui e outra ali, até que no ano passado a coisa degringolou e o resultado é o que você viu na postagem de hoje. Tow insuportável.

    ResponderExcluir
  9. Uau.
    Oi Lindona. Comprei o kit do Propontos, vc viu? Estou amando!

    -
    Bom, quanto aos rótulos, acho importante se reconhecer como algo, mas não se limitar a isso. Aceitação é uma das melhores e mais libertadoras coisas da vida.
    Se aceitar como gorda, entender suas compulsões e mudar é fantástico. Melhor que choramingar pelos cantos, implorando a Deus a resposta por ser/ estar assim.

    Este é um exemplo meu, que tem a ver e não tema a ver ao mesmo tempo:
    Quando eu era pequena sofria muito por ser negra. Sofria na escola, na rua, os apelidos eram intermináveis.
    eu queria ser branca para:
    - ser paquita
    - ter o cabelo liso e loiro
    - ter sardinhas no nariz (que até hoje eu acho um charme!)

    Rachel, eu detestava como eu era, eu pedia para ser diferente, e achava que só seria feliz se fosse diferente com todas as coisas que eu desejava. Só que (a menos que eu seja como o Michael Jackson) ser branca é impossível.

    O tempo foi passando e eu fui me aceitando. Me amando do jeito que sou. Hj não me vejo nem como branca nem como negra. Me vejo como gente, com minhas particularidades e belezas específicas.

    Me aceitar foi o grande primeiro passo para me amar.

    :)

    ResponderExcluir
  10. menina perfeito...tb não permito que ninguém me coloque rotulos, nem em mim nem nos meus isso tem uma péssima influência nas pessoas...um beijo e um bom final de semnaa

    ResponderExcluir
  11. Adorei o post de hoje. Vamo escrever coisas boas sobre nós mesmas, qualidades, e não defeitos... Até porque como vc disse nada é estatico, tudo se modifica!

    Um abraço querida!

    ResponderExcluir
  12. A neurolinguística explica isso. Hj, escrevi no Face q era difícil controlar a fome emocional, mas q era possível. Um amigo, personal e coaching, veio e corrigiu: é fácil e é possível. Na verdade, a gente precisa mesmo rever a maneira como pensamos a nosso respeito, como nos rotulamos. Bju!

    ResponderExcluir
  13. muito lindo o que vc escreveu como somos más com agente mesmo né . beijos keila .

    ResponderExcluir
  14. Rotular é se limitar e você faz bem de se livrar deste peso. Quando a gente se vê diferente, acabamos por encontrar o nosso eu desejado. Ótimo post. Um beijão! :-)
    Carla Pancha

    ResponderExcluir
  15. Concordo consigo! Força! Um beijo grande

    ResponderExcluir
  16. É isso aí mesmo... e como diz Rubem Alves: "tememos o não ter certezas". Então, muitas vezes, preferimos ter certeza que vamos morrer com aquele problema do que a dúvida se conseguiremos superá-lo. Né?!

    Que bom que estamos saindo desse ciclo!!! \o/

    O trechinho do Rubem:

    "Para voar é preciso ter coragem para enfrentar o terror do vazio. Porque é só no vazio que o vôo acontece. O vazio é o espaço da liberdade, a ausência de certezas. Mas é isso o que tememos: o não ter certezas. Por isso trocamos o vôo por gaiolas. As gaiolas são o lugar onde as certezas moram."

    ResponderExcluir
  17. Escrito com muita propriedade, amiga, parabéns ! Beijo.

    ResponderExcluir
  18. Passando pra deixar beijokas e adorei seu cantinho...
    Mantenha o foco, a gente pode... rsss

    Bjinhos da Pret@ G!!!

    ResponderExcluir
  19. Oi Rache, td bem comigo sim e vc?
    Adorei este seu post e como vc está decidida e determinada.
    Certíssima: Não se rotule.
    Ps: quanto ao bolo que coloquei no meu post, farei amanhã e depois posto o resultado.
    Grandes beijos, amiga.

    ResponderExcluir
  20. No livro A Dieta das 3 horas há algo parecido com o que você postou. Basicamente lá diz que se você se cria esses rótulos, acaba por, inconscientemente, ter atitudes para manter tal coisa.

    A mente humana é um negócio poderoso (e perigoso).

    Bom sábadão.

    ResponderExcluir
  21. oie obrigado pela visita ja seguindo
    gostei de tudo no seu cantinho bjs
    se vc gostou segue la tambem
    http://midianmulata.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Rachel, AMEI o post!
    Eu também acho que rotular é como se limitar, é o único tipo de aceitação que a gente não deve ter nunca.
    Isso me lembra Heráclito ("Ninguem se banha no mesmo rio duas vezes"), tudo está em movimento e em constante mutação e assim nós somos também.
    Impedir as mudanças seria no mínimo tolir grande parte das experiências positivas que podemos ter.

    Beijo Beijo

    ResponderExcluir
  23. SABE, CONCORDO COM VOCÊ AMIGA!

    VOU PARAR DE ME ROTULAR TAMBÉM...

    BJ

    ResponderExcluir
  24. Rachel, o monitor é aquele caderninho para anotar os pontos.
    :)

    ResponderExcluir
  25. Até gosto de conhecer as minhas características e ser chocólatra é uma delas! rs Mas realmente rótulos não servem, não ajudam e deixam as pessoas muito limitadas.

    ResponderExcluir
  26. ADOREI, e acredito que sim é mais fácil se esconder atrás de um rótulo mas tb é possível sair de trás dele, é difícil mas não impossível!

    Beijos e bom fds!!!

    ResponderExcluir
  27. Se rotular é se limitar. Temos sempre que estar mudando e renovando né?
    Obrigado por aparecer lá no blog,eu conto com apoio e experiência de pessoas q já passaram ou passam pela mesma situação que eu. Espero te ver mais por lá. Beijos
    http://menosemelhorne.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  28. muito bommm, amei esse post, me fez pensar e querer mudar, tomar a iniciativa pra isso... obrigada, bjss

    ResponderExcluir
  29. Concordo plenamente com vc!
    Adorei o post!
    Bjkas!

    ResponderExcluir