19 março 2013

Não precisa amar atividade física, mas precisa fazê-la

postado por Rachel



Hoje aprendi uma grande lição na terapia. Aprendi que, inicialmente, não preciso amar atividade física para fazê-la. Eu preciso é ter consciência de sua importância e realizá-la. Até porque, para quem está muito acima do peso e está começando agora, realmente, não será mil maravilhas. Você vai estar mais do que nunca em contato com as limitações do seu corpo, com dores indesejadas e, talvez, um misto de auto-piedade e de injustiça lhe invadam.

Outro grande problema, é que quando você busca motivações de forma desenfreada pela Internet (blogs, canais, revistas, redes sociais) deve ter a consciência de que tem muita informação de qualidade, muita gente realmente querendo ajudar, assim como, muita informação de péssima qualidade onde tentarão lhe envolver numa nuvem em que tudo é sempre lindo e colorido e perfeito. Não se iludam. Todos temos dias bons e outros não tão bons assim e isso não diz nada sobre seu caráter. Diz apenas sobre seu humor e seu momento de vida.

Por outro lado, apesar de o início de uma atividade física ser difícil para todos da mesma forma, para um obeso consegue ser um pouco pior, por motivos óbvios. Então nem toda forma de comparação vale a pena ser feita. É um caso de auto-preservação com você mesmo. Tempos atrás eu andei pensando no porque o Cottage Regressiva era aceito com tanto carinho, porque eu teria mais de 1000 seguidores e hoje vejo claramente o motivo. Talvez, para uns eu escreva muito bem, para outros eu seja muito engraçada, mas fato é que aqui no Cottage Regressiva é realidade na veia e, quem sabe, realidade da maioria! Aqui nem sempre a dieta dá certo, nem sempre a balança desce, nem sempre a motivação dura mais que três dias e ainda não foi descoberta a tal atividade física que proporcione prazer, mas são os altos e baixos de um processo muito sincero.

Nesse último mês eu fui fazer atividade física mal humorada; mal arrumada - pois ainda não me cabem as roupas que eu gostaria de ter; descabelada - parte do mau humor por fazer atividade física e ela acabar com a minha chapinha; com meu nike rasgando - decidi não gastar um centavo com tênis por enquanto por conta do inchaço dos pés; reclamando de dores - mas finalmente aceitando que elas dão e passam; acreditando nos resultados - quanto menos peso, menos sofrimento!

Esse post é para motivar os que ainda buscam esse "amor" pela atividade física. É para dizer que mesmo desconhecendo esse sentimento nobre, por enquanto, você deve ir em frente. Apenas isso, vá em frente. Sim, atividade física é essencial para nossa saúde e essa aceitação hoje é o que basta. Nem sempre fomos para a escola amando, mas tínhamos que ir e ainda precisávamos mostrar resultados querendo ou não. Encarei atividade física da mesma forma e nesse período de profunda conversa interior gerada por minha psicóloga, eu fui buscar os meus resultados contente ou não, apenas aceitando sua importância e me calando diante dela. Aceite o que não pode ser mudado e veja as maravilhas que isso pode operar em suas vidas. Não precisa amar, não precisa se transformar na musa dos discursos perfeitos, precisa se levantar, ir lá e fazer o que tem que ser feito.

Agradeço à minha psicóloga, Thaís Petroff, pelos diálogos tão profundos e inspiradores que me fizeram sair da inércia e ir em frente, mesmo esse não sendo o caminho mais bonito, agradável e fácil. Porém, acredito que a recompensa deve ser garantida no final!


32 comentários:

  1. AF é muito cansativo mesmo. Não gosto da obrigação diária, mas é bom caminhar no parque (mas não posso todos os dias)...EU detesto mesmo é academia (ô tristeza), mas a gente vai pq é necessário, pq faz bem para nós...então, vamos!

    ResponderExcluir
  2. Simplismente maravilhoso seu post sua verdade to sem palavras concordo com cada virgula que bom que vc ta indo la e fazendo o que tem que ser feito por VOCÊ e por mais ninguem. Bjs e tudo de bom.

    ResponderExcluir
  3. Detesto atividade física, mas faço 2 hs todos os dias e me mordo de culpa no dia do descanso. Emprego: vou me aposentar 1 dia. Vida: vou morrer 1 dia. Relacionamento: pode acabar e recomeçar. Mas AF é sim para sempre, até com fralda geriatrica. Sinto muito e se conforme. A outra opção é pior!!!!
    Não é para ficar refletindo, amando, sofrendo: é para fazer! 50 minutos começam, mas tb acabam!!! É igual assistir novela: passa.
    Be Strong and mature!
    (Vc não ia se pesar hj???)

    ResponderExcluir
  4. Gostei! Eu nunca descobri a endorfina, faço atividade física porque preciso e mesmo assim sempre que tenho uma boa desculpa, enrolo e não faço.

    ResponderExcluir
  5. que bom que vc agora tem essa consciência afinal é para isso que fazemos terapia para nos descobrir e saber que podemos ser o que somos e não ser igual a ninguém, eu amo gosto muito de fazer spinning mais estou encontrando dificuldade de me adaptar a minha nova realidade me mudei e troquei de academia a prof de antes nota 1000 e a de agora 8 mais cada um tem o seu jeito mais vou desmotivada estou buscando outra academia.
    o importante é que no final vai dar certo para vc e para mim bjs

    ResponderExcluir
  6. Falou e disse! Eu sempre detestei fazer atividade física, o preguiça da porra! Apesar de que gostaria muito de poder fazer forró um dia, eu não amo forró mas acho tão lindo a dança... Eu mal sei um dois prá lá e dois pra cá kkkk. Mas isso vai ser quando eu me formar. No meu processo de emagrecimento, a atividade que achei aceitavel(amavel nem morta) foi a caminhada, e de preferencia sozinha kkkk... Eu e meus pensamentos! Fazia pq tinha q fazer e ponto. Não por amar. Beijos!!!!!

    ResponderExcluir
  7. Sou diferente de vc adoro me exercitar, quando estou suando ai que acho bom, parece que alivia as preocupações do dia a dia. Mas quanto a dieta ai sim acho complicado, gosto muito de comer.

    ResponderExcluir
  8. Oie..

    Na ultima consulta com minha medica..ela falou justamente isso...quando eu disse a ela que odiava musculação, ergometria...e coisas do gênero...por isso fazia hidroginástica...daí ela me disse que hidro é fraco...que eu devia malhar de verdade..e que ela tb nao gosta mais vai pq sabe dos beneficios...e que eu devia pensar nisso...juroooo que to pensando...

    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Que bom que você sabe exatamente porque teu blog é tão querido. De fato, tuas palavras refletem perfeitamente a realidade da maior parte das pessoas que querem emagrecer, eu pelo menos me enxergo muito em diversas passagens por aqui, inclusive na questão de não gostar de AF. Na verdade, eu odiava, mas com o tempo me resignei a esta necessidade e hoje eu a suporto. Se não pode com os "inimigos", junte-se a eles. Fingir que gosta é mentir para si mesma, e de fato é libertador poder assumir que não gosta.
    Mais uma vez, fico babando em suas palavras. Parabéns, e continue com esta veia humana, realística, que tanto nos agrada.
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. foi lá e enfrentou a dificuldade, parabéns por sua determinação
    beijos

    ResponderExcluir
  11. Você é muito sábia, Rachel! Não é todo mundo que se propõe a buscar respostas para seus problemas íntimos, penso que a maioria das pessoas vive no automático mesmo...
    Com relação à atividade física, eu até que passei a sentir prazer, noto uma motivação diferente da que eu tinha antes, mas acho mesmo que, se é pra nosso bem, temos que fazer, mesmo que nos sujeitando aos desprazeres que ela nos proporciona (acabar com a chapinha é um dos piores rsrs).
    Não consigo admitir muito isso pra RA... até me acostumei com vários alimentos saudáveis, mas tem outros que não descem mesmo!! prefiro substituir por algo equivalente...
    Fora isso, a ajuda profissional é muito importante e, não tem desculpa, em qualquer cidade existe atendimento pelo SUS com psicólogo e nutricionista, profissionais importantíssimos pra esse processo de conscientização a que estamos nos propomos viver.
    Boa sorte na sua luta!
    beijosss

    ResponderExcluir
  12. Rachel, estou até sem palavras... Perfeito seu post, não posso dizer que odeio AF, mas tbm não sou apaixonada. Acho horrível ficar suando parecendo um homem, aliás, até meu marido sua menos que eu. Isso sim eu ODEIOOO.
    Fico pensando... será que um dia vou virar rata de academia como muitas meninas que passaram por este processo??? Minha resposta é sempre negativa, acho que nunca vou ficar viciada nesta tal endorfina. Já percebi sim que quando vou para a academia de manhã, meu pique fica muito melhor durante o dia, mas até eu sair de lá... afff que caos.
    Mas como vc mesmo disse, é necessário né!

    Bjos

    ResponderExcluir
  13. Gostei muito do seu post, Rachel. Acho que auto conhecimento auxilia muito neste processo de emagrecimento :)

    Eu felizmente passei de fato a gostar da atividade física. Passei a sentir prazer de verdade. Talvez não aconteça com todo mundo, mas desejo que aconteça com você :) Senão rolar, pelo menos você tomou consciência de que é necessário mesmo assim. Força, colega!

    Bjs

    ResponderExcluir
  14. Adorei seu post!! Eu também não gosto de atividade física, é um sofrimento! Mas tem que fazer. Confesso que adoro os resultados, mas demoram taaaanto para aparecerem! Tudo bem, é a vida! Abraços!

    ResponderExcluir
  15. kkkkk libertador? rrsrs! ri demais com essa frase mas num é que é verdade?! também não gosto mas se sabemos que é um mal necessário para nosso próprio bem temos que nos esforçar e fazer!


    beijo lindo dia pra você!

    ResponderExcluir
  16. Gostei! Sinceridade (principalmente sinceridade consigo mesma) é essencial. Eu também não gosto de atividade física. Não é à toa que há seis meses mantenho uma RA impecável, deixei de comer o que mais gosto (chocolate), mas não encontrei ânimo para me exercitar. Espero encontrar essa força para ir contra meus impulsos, mas tá difícil! Parabéns pelo seu jeito de ser e pelo seu esforço! Seguimos juntas!

    ResponderExcluir
  17. O nosso grande problema é esse: querer q tudo saia perfeito. Só q não sai. Exatamente como vc diz aqui. Eu posso dizer q curto MUITO atividade física mas q tb tenho meu limite. Tava parecendo a louca da AF e nada do peso baixar. Foi só encontrar o MEU equilíbrio (sim, pq cada um tem o seu), q a coisa voltou a fluir. Dei uma parada com a corrida e fiquei só com a academia, 3x por semana. Agora q tou mais descansada, já sinto falta de correr por aí. Então vou retomar pq sinto falta e não pq é necessário ou pq eu precise fazer pra emagrecer. :)

    ResponderExcluir
  18. Eu sinceramente penso em voltar a fazer AF, não porque eu gosto.. porque na verdade odeio com força desde criancinha..rs.. mas porque preciso.. mas ainda tenho ke achar um espaço na minha correria.. bjokas lindeza e te desejo todo sucesso

    ResponderExcluir
  19. Falou tudo que eu sinto e penso. Eu saio suando que nem uma porca da AF, dolorida e cansada demais, só tenho vontade de dormir quando o corpo esfria.

    ResponderExcluir
  20. Oi Rachel!
    Sabe, eu procuro sempre a verdade nos blogs que eu sigo, gosto de ver quando as coisas dão certo, é claro, mas gosto de ver também as coisas que dão errado ou que não saem exatamente da maneira esperada, afinal de contas a vida não é feita só de acertos e de momentos perfeitos, não é mesmo?!
    Gosto muito de vir aqui e ler o que você escreve! Então escreva sempre!!!

    Beijinhos querida!

    ResponderExcluir
  21. Excelente post, Rachel. A realidade da vida é de cada um. Acho é esta a grande sacada de fazer psicoterapia: parar de nos espelhamos no exterior e nos voltarmos pra dentro de nós mesmas. Cada um é de um jeito.
    Muitas pessoas chegam lá no blog achando que minha caminhada foi perfeita. Já cansei de escever no blog que fiz inúmeras tentativas frustradas de emagrecer antes com dietas restritivas, só não tinha um blog de emagrecimento antes: aliás, nem sabia que eles existiam. Encontrar o seu caminho é algo pessoal e intransferível e enquanto as pessoas acharem que tem de fazer tudo igual à quem foi bem sucedido, estão no caminho errado.
    Eu vejo casos de sucesso como inspiração, como força para chegar ao fim do dia, não como espelho sobre como devo agir ou me sentir.
    Como você se sente com a atividade física é como eu me sinto sobre as pessoas que dizem que pra ficar bonita tem de usar maquiagem elaborada senão você fica com cara de mal cuidada e desleixada. Discordo veementement e nao acho que porque nao uso maquiagem elaborada (uso pousuqissimo e nem se percebe que estou de maquiagem) eu não tenho autoestima ou fico feia. Daí entendi, como você entendeu, que este é um conceito pessoal, de cada um e que o meu era diferente. Simples assim. Simples, mas até dar o "clique" na nossa mente, às vezes demora mesmo rs. Ui escrevi demais.
    Beijocas e ótima semana!!! :-)
    Carla pancha

    ResponderExcluir
  22. Post motivador!! motivador mesmo!
    Eu tbm não sou mto fã, mas ao começar me exercitar, sinto mais disposição e muitas meninas comentam que já virou vício.. espero que seja assim comigo tbm!
    bjos
    http://pesodos30.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  23. amei! sabe, eu também sempre fico me perguntando: cadê a endorfina? cadÊ a seretonina? eu odeio isso! rs
    mas isso é o que vai tirar a gente da condição que a gente não quer, né?
    tenho tentado agir com esse lance do resultado mais nítido!

    ResponderExcluir
  24. Perfeito!!!Ótima descoberta...o importante e manter a motivação pra encarar, mesmo aquilo que a gente não gosta!

    Beijooooos

    ResponderExcluir
  25. Eu odiava ate começar na smart...de repente estava amando ...quem sabe? Quando aquela roupa que vc quer ficar super bacana, o ânimo pra atividade apareça. Eu acredito que vc ainda vai amar!

    ResponderExcluir
  26. "...mas ENTENDENDO que AMAR não é preciso para ir lá e cumprir algo importante." - Verdade. Se a gente for só fazer o que ama, a coisa vai ficar feia. Eu, por exemplo, iria fazer atividade física porque gosto de me mexer, mas o resto do dia ia dividir entre internet, leitura, TV e comida e não ia trabalhar, porque há momentos em que não amo o meu trabalho.
    Haha, gostei! Eu gosto do que faço para emagrecer, descobri os pontos que posso dizer que amo, mas continuo gostando muito de "degustar" certas receitas calóricas também, rárá! Mas cheguei à conclusão que detesto chá verde, o de verdade (o de saquinho em caixa é tolerável mas é fraco), mas vou porque é necessário. Ligo no piloto automático em deixo para lá se gosto ou não.

    Deu para perceber mesmo que essa postagem veio de uma libertação interior. :))))))

    ResponderExcluir
  27. Bom, só para frisar: eu gosto de me mexer e praticar atividade física, mas estou longe de ser atleta, muito menos marombeira. Sou a pessoa comum que gosta, apenas. Uma amadora.

    ResponderExcluir
  28. Menina, me identifiquei demais com seu post. Também vivo nessa luta de encarar a AF como obrigação e não com gosto. É complicado, mas a gente sabe que é o melhor para nossa saúde. Beijos

    ResponderExcluir
  29. Amiga, vc arrasou! Obrigada por expressar tão bem um sentimento que é tão familiar para mim. Eu não gosto e sinto que não vou gostar nunca, faço porque precisa ser feito e só.

    Vamos nos respeitar!

    Um beijo!

    E aí, animada para amanhã?

    : D

    ResponderExcluir
  30. Rachel, você me dar permissão de gritar aqui? acho que sim então la vai: EU ODEIO ATIVIDADE FISICA, ODEIO A P... TODA, ACADEMIA, CAMINHADA E AFINS.

    Isso foi libertador, muito obrigada :)

    ResponderExcluir
  31. Eu li esse post do meu celular e fiquei encantada com ele, Rachel... só não comentei antes, porque é muito ruim ficar escrevendo pelo celular, mas, de verdade: parabéns pela descoberta. Eu aprendi a mesma lição recentemente, mas não em relação à atividade física, que adoro; mas em relação à fazer a dieta. Planejar meu cardápio da semana, minha rotina alimentar, anotar, enfim... eu detesto tudo isso! E por detestar, os 'furos' acabam acontecendo e com os "furos", o resultado não vem.

    É isso mesmo que você disse: não precisa gostar, mas tem que fazer. Fim!

    Considero esse, um dos melhores posts que li esse ano.

    Um beijo!

    ResponderExcluir
  32. finalmente alguém que traduziu tudo que eu penso sobre exercícios.
    Tem dias que dá ânimo? Tem.
    Mas tb tem dias que é um saco e a gente vai pq sabe que é importante.
    Tipo um remédio.

    ResponderExcluir