11 maio 2015

Foda-se a motivação, o que você precisa é disciplina

postado por Cottage Regressiva


Lendo esse artigo que cito logo abaixo, eu me senti a Miranda (de Sex and the city) no episódio em que ela tenta desvendar o motivo de ter tido um encontro ótimo, mas do cara ter dado uma desculpa para não subir para seu apartamento no final. É que enquanto ela conta o ocorrido, as amigas vão dando força para que ela não desista do cara, vão inventando histórias de que ele talvez não estivesse mesmo num bom dia e é quando entra a opinião masculina do namorado de Carrie que diz: ELE NÃO ESTÁ A FIM DE VOCÊ, SE ESTIVESSE SUBIRIA DE QUALQUER MANEIRA. As amigas tentam proteger Miranda do comentário pouco sensível de Bergher, mas ela própria faz uma cara de quem pela primeira vez viu a luz e diz: Faz sentido, eu anos tentando desvendar o que os caras querem dizer com seus comportamentos estranhos e, de repente, chega essa visão masculina, tão SIMPLES e LIBERTADORA. E lhe cai a ficha de que ela DESSA VEZ não precisará passar dias ao lado do telefone, negando sinais e fantasiando coisas que não existem... 

O artigo do site Papo de Homem fez isso comigo. 
Clique AQUI e vá ser feliz!


5 comentários:

  1. Amei o artigo do cara! Nunca tinha enxergado a questão da motivação por esta ótica! Obrigado por compartilhar. Foco na disciplina! Beijos, Queridona!

    ResponderExcluir
  2. Rachel, ADOREI! Para quem está com preguiça de ler além do título do artigo, essa frase no final do texto diz tudo:

    Em resumo, a motivação é tentar encontrar aquela vontade de fazer as coisas.
    Disciplina é fazer mesmo se não se tem vontade.



    Não teve como não me lembrar imediatamente da minha monografia, pois não me lembro de querer tanto NÃO fazer algo como esse trabalho. Mas dentre as duas opções que eu tinha - largar o curso nos 45 do segundo tempo ou fazer logo isso de uma vez (era a única coisa que faltava) e me formar, mesmo sabendo que não queria MESMO exercer a profissão - essa me pareceu a escolha mais sensata. Na época estava começando a ler o livro "Projeto Felicidade" e, assim como a autora fez antes de começar a seguir suas resoluções, criei minha "lista de mandamentos da monografia". Compartilho alguns deles...

    “eu VOU fazer”
    “A monografia é A PRIORIDADE – e ponto final”
    “Life won’t wait for you, my friend”
    “eu só vou acabar SE e QUANDO eu começar”
    “O início é sempre escuro”
    “Just DO IT”
    “Precisa fazer OUTRA COISA além dela? Faça: DEPOIS que acabar o que for pra ser feito naquele momento”
    “Há momentos na vida em que a gente tem que agir como adulta: e esse É um deles”
    “A vitória é SUA”

    Ler tudo isso agora me fez ver que o que me impulsionou de verdade nesse processo foi a DISCIPLINA. Pode ter certeza de que NÃO foi graças à motivação que eu consegui passar quase um ano levando tudo isso em frente. O fato é que eu não queria fazer, mas tinha feito essa escolha e iria honrá-la. E ponto final. E, olha, não fiz meia boca não: MUITO pelo contrário... ver os resultados aparecendo me dava forças para virar noites, achar brechas no trabalho, perder finais de semana na frente do computador. Lembro que, no final disso tudo, completamente orgulhosa de mim e do meu trabalho, ainda passei um tempo me perguntando o que eu tirava disso tudo. Afinal, minha opinião sobre o curso não tinha mudado e eu ainda não queria exercer a profissão. Então pensei: “fica pelo menos o exemplo do que você É capaz de fazer: se conseguiu fazer tão bem algo que NÃO queria, imagina quando descobrir o que QUER!”


    Obrigada por compartilhar e me trazer essa lembrança em especial de volta à tona!

    PS: Pensei em enviar esse comentário apenas por e-mail, mas vai que acende uma luz na cabeça de mais alguém, né? ;)


    :* Rachel!

    ResponderExcluir
  3. Raquel o artigo que compartilhou tem muito haver com o que eu ia postar hoje, então ele complementou muito os meus pensamentos. Obrigado, dei crédito a suas postagem que levou a ler o artigo. Abraços.

    ResponderExcluir
  4. É verdade vejo as pessoas motivadas quando eliminam 10 quilos em um mês e depois desanimam quando começam a eliminar menos o que é natural, precisamos muita disciplina e força de vontade, bjs Rõ.

    ResponderExcluir
  5. Amei sua postagem e esse texto do Papo de Homem... Isso explica aquela satisfação que eu tenho após sair da academia, pois enquanto me encaminho pra lá e até 10 minutos depois de começar os exercícios, eu xingo mentalmente o meu personal (que é meu namorado, o que me faz xingá-lo 2 vezes), o dia, a vida, os quilos extras... Improdutivo xingar, mas seria pior se eu ficasse em casa esperando "o estado de espírito ideal".

    O que me motiva é ver que, apesar de tudo, eu fiz o que tinha que ser feito. Me sinto adulta quando consigo fazer o que eu sei que preciso fazer (porque procrastinar sempre é opção, né? rsrsrsrsrs), e me sinto feliz comigo mesma.

    Mas pra sair da cama, só disciplina mesmo. Porque eu (e é a minha opinião) não consigo acreditar em quem acorda todo o santo dia de bom humor quando há um personal encapetado esperando na academia pra arrancar seu coro e te fazer chorar de dor! kkkkkkkkkkkkkkk Ou que fica feliz da vida porque vai mandar pra dentro um prato gigante de comida da dieta (e não aquela parmegiana servida com quilos de batata frita como acompanhamento)...

    Eu tenho tentado ser mais disciplinada. Tenho conseguido! rsrsrsrs

    Beijos e boa semana!

    ResponderExcluir