02 janeiro 2016

Sobre meu peso

postado por Cottage Regressiva


Um emocional igual bambu, ora jogando a favor do processo de emagrecimento, ora jogando contra. Por outro lado, por anos com uma venda nos olhos achando que peso pudesse me definir. Que grande equívoco!

Então, de repente, em meio ao caos, resolvi me acolher - como sou: acima do peso; casada com um cara maravilhoso; morando em um lugar muito diferente do habitual; tendo a minha casa fofa do jeito que sonhei; meio insatisfeita com o rumo da vida profissional; problemas familiares; problemas de saúde velhos e novos; perdas; ganhos; pensamentos negativos; pensamentos positivos; novos amigos chegando; velhos amigos saindo... É a vida acontecendo. Todos temos desafios. Todos. Aceitar faz você não mais julgar os fatos pelo ângulo de sorte ou azar, certo ou errado, justo ou injusto. Isso lhe tira inclusive das garras da comparação, outra grande furada. Aceitar é continuar acreditando que apesar de, há no fundo de todos nós a capacidade de promover grandes mudanças. E percebam que promover faz com que aceitemos algo ainda maior: que a responsabilidade por toda mudança é apenas nossa.

De outubro a dezembro eu eliminei 12 quilos e digo, cabe a nós, no momento mais alto da crise interior, fazer uma escolha: se colocar no lado positivo - aquele que encara até mesmo as dificuldades como grandes aprendizados para nossa existência ou se colocar no lado negativo - aquele em que não conseguimos ver nada de bom entre as muitas situações do cotidiano, nos dando a permissão de reclamar da hora em que acordamos à hora em que vamos dormir. O lado negativo é mais fácil de abraçar. Você acorda e diz para si mesmo que não precisa levantar da cama, que o emprego dos sonhos é uma utopia, que a saúde depende do peso, mas o peso não tem como ser solucionado por você. O lado positivo faz com que você se aceite, levante da cama, olhe para o espelho, sinta um aperto no estômago e decida tentar mais uma vez. Eu indicaria o lado positivo por motivos óbvios. Pela vida ser curta e sem igual. Pela sensação de vitória ser de uma grandeza impressionante. Pelo novo ter sabor da mais pura forma de nos conectarmos com as energias boas que realmente interessam na nossa evolução. E digo mais: por existirem possibilidades infindas além do que nossas mentes, por vezes, tão cansadas, podem imaginar. 


6 comentários:

  1. A vida não é perfeita né? Eu tenho oito anos de cirurgia bariátrica, estou super magrinha mas.... tenho depressão, transtorno de personalidade limítrofe e isso acabou com meu casamento! O que por sua vez me obrigou a voltar pra S.P depois de dois maravilhosos anos dividida entre Goiás e Mato Grosso - amo muito - e trancar minha amada faculdade de Medicina Veterinária. E aqui estou eu, recomeçando tudo... não existe vida perfeita pra ninguém, essa é a verdade. Temos sempre que recomeçar, melhorar, tentar de novo, enfrentar os preconceitos... imagino que vc sofra, como eu sofria quando obesa mórbida. E como sofro agora - o famoso desconhecimento de causa de que depressão é coisa de gente fraca ou gente rica. Aliás, se fosse coisa de gente rica acho que eu estaria feliz, pois tenho há quase dezenove anos, a esta altura já estaria acendendo vela com nota de cem dólares.... só posso te desejar que seja feliz! Do seu jeito. Melhorando sempre sim. E mandando praquele lugar os hipócritas, falsos, invejosos, preconceituosos que cuidam da sua vida em lugar de cuidar da própria!

    ResponderExcluir
  2. Amei Rachel!
    O melhor caminho é sempre o mais difícil, e se manter positiva as vezes não é tão fácil, mas é o melhor pra gente, e assim tb exercitamos a gratidão diária.
    Um ano novo cheio de alegrias, conquistas e vitórias!
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Identifico-me com as suas palavras! Também aprendi a aceitar-me como sou, pois só depois de aprendermos a amar-nos podemos mudar!
    Seja muito feliz! Tenho a certeza que irá muto longe!
    Beijinhos de Portugal! :-)

    ResponderExcluir
  4. Olá, Rachel

    Realmente, ás vezes, nos vemos nessas encruzilhadas. Creio no que está escrito na citação de Louise Hay. A força do pensamento é, de fato, poderosa.
    Devemos sempre buscar o êxito, com uma postura realista diante das dificuldades, porém, esperançosos de termos força e coragem para enfrentar tudo que estiver atravancando nossa felicidade.

    Um explêndido 2016!

    Cheiros

    ResponderExcluir
  5. Oi Rachel,
    Me pergunto.. porque deixei de acompanhar os blogs que tanto aprendo e me motivam?
    Não sei a resposta, mas sei que seu blog e da Larissa (que mencionou em outro post) me trazem muita garra, aprendizado, diversão e vontade.. vontade de fazer sempre melhor. Obrigada por tudo. Vou te acompanhar aqui e no Insta com mais frequência, beijo.. Fabíola

    ResponderExcluir
  6. Muito legal tudo o que você escreveu no último parágrafo, adorei, obrigada por compartilhar esses pensamentos que no final a gente percebe que não é tão louca quanto parece e tem pessoas que pensam da mesma forma. É bem isso que você escreveu que eu me sinto.

    ResponderExcluir